Luigi Baricelli se esforça para unir corações no programa 'À Primeira Vista'

De volta à televisão aberta, na Band, o ator pretende conquistar o público como apresentador

Texto: Carolina Rossini

Luigi Baricelli | <i>Crédito: KELLY FUZARO / DIVULGAÇÃO
Luigi Baricelli | Crédito: KELLY FUZARO / DIVULGAÇÃO


Luigi Baricelli tem a receita secreta para manter seu casamento de 25 anos com a empresária Andreia Baricelli. “Acredito nos encontros em que os dois buscam as mesmas coisas. Eu e Andreia temos o casamento como prioridade, investimos diariamente nesse amor”, revela o apresentador do programa À Primeira Vista, da Band. 

Muitas vezes separados por compromissos de trabalho, o casal se esforça para não deixar a distância atrapalhar a relação. “Sexo é importante, mas o fundamental em um casamento é ter admiração pela pessoa que está ao seu lado”, ensina Luigi, que ainda lembra a primeira vez que viu sua esposa: “Foi em um restaurante. Tínhamos amigos em comum, a gente se encontrou e bateu aquela coisa. Nos encontramos mais uma vez em uma festa, aí marcamos de novo em um restaurante. Foi um amor à primeira vista!” 

E, falando em amor à primeira vista… Foi uma proposta nada indecente - e muito romântica - que trouxe Luigi de volta à telinha. Depois de estrear como apresentador do reality show Escola Para Maridos, exibido pela Fox Life, no ano passado, ele encara, agora, o desafio de estar à frente do À Primeira Vista, programa da Band, que tem como objetivo formar casais com encontros às escuras num restaurante. 

Vivendo na América
Antes de aceitar o novo trabalho, Luigi estava na Flórida, Estados Unidos, onde vive, há seis anos, com a esposa e os filhos, Vittorio, de 19 anos, e Vicenzo, 15. Ele também é pai de Rúbia, 27, fruto de um relacionamento anterior ao seu casamento, que lhe deu a primeira neta, Helena, hoje com um ano e quatro meses. Entre idas e vindas, o paulista administra sua produtora, a LB Produções, é investidor em diversos empreendimentos e ministra palestras sobre negócios e relações humanas, experiência que foi fundamental para que pudesse ficar à vontade na frente das câmeras para lidar com relacionamentos. “Estudo a relação humana há muito tempo. Trabalho com pessoas, não com produto. Produto é o que menos importa. Produto a gente pensa depois, mas as pessoas são as coisas mais importantes, o maior patrimônio que uma empresa pode ter”, avalia. Ele ainda revela que chegou a estudar neurologia para entender melhor como “funciona” o ser humano e explicou que descobriu como o beijo traz a sensação neurológica de conforto para as pessoas, por isso, é tão importante em uma relação. “Aqui vamos contar as histórias de amor da vida real, coisas que nem as novelas mostram”, compara. E de beijos, amores e novelas ele entende bastante. Sua carreira como ator começou em 1991, na minissérie O Guarani, na Rede Manchete, e atingiu o auge no início dos anos 2000, com a história de Fred e seu amor por Capitu (Giovanna Antonelli), em Laços de Família (2000), e na emocionante trama de época A Padroeira (2001), na qual disputou a doce Cecília (Deborah Secco) com o vilão Fernão (Maurício Mattar). 

Sem tempo para atuar 
Apesar do hiato de Luigi nas novelas e as novas empreitadas como apresentador, ele não descarta a possibilidade de volta a atuar. E afirma que chegou a receber um convite para fazer uma novela, recentemente, mas que a falta de tempo o impediu de aceitar o compromisso. “Com a novela você precisa de um longo prazo, o que, pra mim, é bastante complicado hoje em dia. Algo que não atrapalhe os meus negócios, eu consigo fazer. Mas não desisti delas”, promete. Os fãs agradecem!


25/08/2017 - 14:42

Conecte-se

Revista Minha Novela