Rodrigo Fagundes, o Nelito de Pega Pega, assume já estar sentindo falta da trama

Ator festeja sucesso da novela, revela que fez grandes amigos e afirma estar realizado

Fernanda Chaves

Rodrigo Fagundes | <i>Crédito: Cadu Pilotto
Rodrigo Fagundes | Crédito: Cadu Pilotto


Pega Pega está nos seus últimos capítulos e o Rodrigo Fagundes já está cheio de saudade. Na trama de Claudia Souto ele é Nelito, mordomo e fiel escudeiro de Pedrinho (Marcos Caruso). Com o personagem, ele explorou outras nuances como ator. “Pude exercitar um lado dramático que eu nunca exercitei em TV”, comemora. Mas não é só por isso que esse trabalho tem um gostinho especial, além de poder contracenar com alguns de seus ídolos, o mineiro fez grandes amigos. “Já falei que Pega Pega vai ter que virar uma série de cinco anos, porque vai ser uma choradeira quando acabar a novela. (risos). A gente está desde janeiro junto, se conhecendo, vivendo os personagens, então vamos sentir falta”, assume.

REALIZADO

Noveleiro assumido, ele não esconde que está radiante com tudo o que está vivendo. “Eu estou feliz da vida. É a segunda novela que participo, fiz Babilônia (2015) que foi muito legal pra ter uma experiência e agora, esse personagem que é tão lindo. Fui pro humor, fiquei 10 anos no Zorra Total, amo! Mas a minha escola é novela”, revela. A oportunidade para viver o Nelito veio direto da autora da trama, Claudia Souto. “A Claudia me conhece desde o Zorra, ela era redatora lá e sempre me acompanhou no teatro. Quando ela me chamou para fazer o Nelito, eu fiquei muito feliz porque ela acreditou em mim para fazer um personagem que tem humor, mas que tem uma história, um lado dramático”, explica.

No Zorra: Abadia (Dig Dutra), Patrick (Rodrigo Fagundes) e Brutío (Jone Brabo). Crédito: TV Globo / Fabrício Mota

 

NAS NÚVENS

No folhetim das 7, Nelito é irmão de Antonia (Vanessa Giácomo) e fiel escudeiro de Pedrinho. Rodrigo conta que a amizade com os atores não ficou apenas nos bastidores. “Eu ainda não conhecia o Caruso e a Vanessa pessoalmente, eles são muito generosos, muito queridos, eu estou encantado”, confessa. Mas outros colegas de elenco são motivos de alegria para o ator “Você está fazendo a novela, vira e vê uma Elizabeth Savalla, uma Irene Ravache, um Marcos Caruso, Mateus Solano.. é a minha Disney”, vibra.

ALTRUÍSTA

Nelito viveu em função do patrão e foi muito criticado pela irmã por deixar sua vida de lado. Mas, para seu intérprete a relação dos dois é bonita. “Ele vê o Pedrinho como um pai e ama o que faz. Eu brinco que o Nelito é o amigo imaginário de carne e osso do Pedrinho, ele está ali, é quase que a consciência dele, o grilo falante, a gente termina as frases um do outro, é muito linda a relação, muita cumplicidade”, defende. Esse lado altruísta é uma coisa que Rodrigo tem em comum com seu personagem. “Eu cuido muito dos meus amigos, sou muito paizão. Não sou muito de sair pra bar, pra festa, então levo todo mundo lá pra casa”, conta.

 Da novela para a vida. A parceria de Rodrigo e Marcos Caruso deu certo! Crédito: Globo/ Raquel Cunha

 

OLHA A FACA!

O mineiro integrou o elenco do Zorra Total por quase dez anos e ficou marcado por seu personagem Patrick. Até hoje ele é lembrado pelo seu bordão “Olha a faca!” e afirma que isso não o incomoda.  “Eu acho legal que o Patrick ficou mais famoso do que eu. (risos) Eu falo isso sem o menor problema. Todo mundo me chama de Rodrigo Patrick, Patrick Fagundes.. uma vez eu estava fazendo uma peça em Salvador e veio uma mulher bêbada gritando: Olha o Patrick do Casseta & Planeta, não perco um domingo. Ela só acertou o personagem (risos). É um carinho do publico muito grande com o personagem”, para ele, isso é motivo de alegria. “O Patrick veio do teatro, fiz ele durante quase dez anos na peça Surto e no Zorra fiz por sete. O meu carro chefe é o Patrick e eu adoro. Ele me deu muita coisa boa”, conta.



03/01/2018 - 16:40

Conecte-se

Revista Minha Novela