Carmo Dalla Vecchia, o Rafael de Malhação, revela a receita para um jovem ator ir bem na profissão : “O que conta é a dedicação de cada um”

O ator revela toda sua admiração com o elenco jovem da trama da Globo

Thomaz Rocha

O ator veterano revela sua admiração com o elenco jovem de Malhação | <i>Crédito: Fabrizia Granatieri
O ator veterano revela sua admiração com o elenco jovem de Malhação | Crédito: Fabrizia Granatieri


O olhar minucioso de Carmo Dalla Vecchia não se volta apenas para os atores novatos com quem contracena em Malhação: Vidas Brasileiras. Nos bastidores na trama, o ator registra o elenco em fotos com composições diversas. As imagens mostram a admiração dele perante os jovens na trama. “Trabalhar com essa galera talentosa, jovem, que vem com uma energia tão boa, é, sem dúvidas, uma troca muito grande para mim que faço televisão há um tempo. Esse clima de novidade na cara deles é lindo”, afirma. O ator nem ousa apontar os novatos que mais estão se destacando na trama. Carmo acredita que já teve provas de que a atuação pode ser algo dinâmico. “Já vi ator que começou bem e, hoje, não vejo mais. Já vi profissional que fez uma cena pequena e gaguejava e, hoje, é estrela. Então tem de tudo nesse meio. Pelas histórias que eu já vi na minha carreira, não tem regra para se dar bem na profissão. O que você imagina que vai rolar, não dá certo e vice e versa. O que conta é a dedicação de cada um”, ensina o gaúcho, que tem 24 anos de carreira com trabalhos na televisão, no teatro e no cinema.

Em Malhação, ao lado de Camila Morgado, seu par romântico na novela adolescente. Gabriela e Rafael vivem um momento de encantamento. Foto: Divulgação/ Rede Globo

Troca de experiências
Antes de chegar a Malhação, Carmo enfrentou uma verdadeira via sacra. Após concluir A Regra do Jogo, em 2016, o ator foi escalado para Orgulho e Paixão, a atual novela das 6 da Globo. Porém foi realocado em O Sétimo Guardião (novela de Aguinaldo Silva que estreia em novembro), para então ser confirmado em Vidas Brasileiras. Para viver Rafael na trama adolescente, Carmo conheceu vários jovens que passaram por situações complicadas, que vêm sendo abordadas, como o uso de drogas, assédio sexual, gordofobia e intolerância religiosa. 

Conflitos internos
Além de conviver com jovens reais, o leonino confessa que a profissão de Rafael, que é diretor de uma ONG, tem muito a ver com a sua prática religiosa. “Tive uma preparação muito bacana com jovens reais que passam pelos mesmos conflitos retratados na novela. A composição para o Rafael tem muito a ver com minha prática religiosa, porque ele é dono de uma ONG, um personagem de um humanismo enorme. Como sou budista há 20 anos, talvez tenha alguma coisa a ver com a minha crença”, conta o ator, de 47 anos. No atual momento de Rafael, o diretor da Percurso sofre o dilema de conviver com seu filho, Márcio (André Luiz Frambach), que chega à história de  Patrícia Moretzsohn causando um furacão na vida do pai. Sem falar na complicada relação com Gabriela (Camila Morgado), seu amor desde a adolescência. “Rafael é um cara ético, respeita a entidade do casamento. Agora, inicia um encantamento entre os dois novamente. Vamos ver no que isso vai dar”, finaliza o ator. 



11/05/2018 - 20:12

Conecte-se

Revista Minha Novela