Peça LGBT Certos Rapazes segue em cartaz em BH e é finalista em três categorias do Prêmio Cenym

Em tempos de "cura gay", espetáculo aborda questão da sexualidade entre pessoas do mesmo sexo

Da redação

Peça LGBT está em cartaz na capital mineira em curta temporada | <i>Crédito: Divulgação
Peça LGBT está em cartaz na capital mineira em curta temporada | Crédito: Divulgação


Escrita por Júnior de Sousa e Luís Villefort e dirigida por Maurício Canguçu, "Certos Rapazes - o nosso amor a gente inventa" mexe com um tabu que ainda angustia boa parte de nossa sociedade: como é ser gay e levar isso de forma natural em pleno século XXI. A peça conta a história de Guilherme ( Guilherme Neves ) e Pedro Henrique ( Gerson Marques ) dois rapazes que se conheceram num aplicativo, vão morar juntos, e constroem uma relação apesar da vida oposta que levam.

Em meio a juízes decretando homosexualidade como doença a ser tratada, a história faz um percurso inverso ao abordar o amor como uma manifestação natural do ser humano independente da sua orientação sexual. E tudo acontece num descontraído ritmo de comédia romântica. O cenário minimalista representa um quebra-cabeças onde tudo vai se encaixando no decorrer do espetáculo em meio ao turbilhão de emoções e reviravoltas que permeia a narrativa. 

A peça está concorrendo nas categorias Melhor Texto Original, Melhor Qualidade Artística, Melhor Trilha Sonora Fragmentada e Efeitos Sonoros do Prêmio Cenym da Academia para o Teatro Nacional. A cerimônia de entrega das estatuetas será em novembro, com Fernanda Montenegro como homenageada da noite.

 "Certos Rapazes - o nosso amor a gente inventa" está em cartaz na capital mineira até o dia 1º de outubro, no Teatro da Biblioteca Pública (Praça da Liberdade, 21 - Belo Horizonte/MG). Vendas pelo Posto Sinparc e site www.vaaoteatro.com.br . Não perca!



19/09/2017 - 20:35

Conecte-se

Revista Minha Novela